kostanjevica na krki

A Letter from Inês…

A letter from Inês: Olá a todos e a todas!

A propósito do passado dia 5 de Dezembro, Dia Internacional do Voluntariado, venho relembrar-vos que a Agora Aveiro, em colaboração com a Terra Vera, tem uma vaga para Serviço Voluntário Europeu (SVE) na maravilhosa vila de Kostanjevica na Krki, na Eslovénia, a começar em Fevereiro de 2016 e com a duração de 6 meses! Como não poderia deixar de ser, aproveito também para dar-vos um cheirinho sobre a minha própria experiência de sete meses em SVE nessa mesma organização.

Onde mesmo?

A Eslovénia é uma República rodeada pela Itália, Áustria, Hungria e Croácia, bem como pelo mar Adriático. A língua oficial é o esloveno, ainda que existam mais de 30 dialectos entre os povos, o que dificulta a aprendizagem da língua a estrangeiros. É um país que visivelmente preza a sua Natureza – fauna e flora – e o seu património histórico e cultural. Em qualquer vila ou aldeia é possível encontrar museus, bibliotecas ou castelos onde são dinamizadas recorrentemente actividades para todos os elementos da família. Já Kostanjevica na Krki é um paraíso mágico – uma ilha rodeada pelo rio Krka, óptimo para dar uns passeios de barco durante a Primavera, ou uns mergulhos durante o calor do Verão.

Para além das paisagens encantadoras que vale a pena visitar de fio a pavio, dignas de inspiração para cenários de contos de fadas, com todas as suas florestas montanhosas místicas e os seus largos rios de água cristalina, a Eslovénia apresenta um conjunto de tradições características. Os abraços e os beijinhos são apenas reservados para as pessoas próximas e “especiais”, sendo o simples “živjo” (que significa “olá”) suficiente, ou, em casos formais, um aperto de mão resolve o cumprimento. Se forem convidados/as para o tradicional almoço de domingo preparem-se para comer até rebentar as costuras pois o “já estou cheio/a” não vos vai salvar de provar todas as iguarias que os locais têm para vos oferecer.

E foi precisamente a comida o tema principal do projecto “Food for SOULidarity” que abriu portas à minha experiência como voluntária. Eu e uma colega italiana tivemos a honra de ser as primeiras voluntárias internacionais que a Terra Vera acolheu, com o objectivo de utilizar a comida como meio para unir pessoas. Rotina foi palavra que não existiu no nosso vocabulário durante a estadia, pautada principalmente pela descoberta e o confronto com novos desafios. Entre as inúmeras tarefas que fomos desenvolvendo posso destacar: o contacto com agricultores locais dos mais deliciosos produtos (e.g., espargos, queijo, mel, vinho, …) e com uma diversidade de histórias de vida inspiradoras e encorajadoras de um futuro próspero; troca de vegetais e roupas em segunda mão; workshops de culinária com crianças em Escolas; sessões de tricot; workshops de pintura e costura; sessões de língua e cultura portuguesa e italiana; e até a participação voluntária num Clown Festival!

Ainda que nem tudo nesta experiência tenham sido rosas, a oportunidade de aprendizagem informal/não-formal e de desenvolvimento pessoal foram, para mim, o meu maior ganho. O facto de ter desenvolvido e melhorado competências, tirando partido de todas as situações para as utilizar de forma construtiva, faz com que, sem dúvida nenhuma, o meu balanço de todas as vivências seja positivo. Vejam lá que até vou regressar à Eslovénia depois do Natal! Encontramo-nos por lá?

Inês Grilo