• Cultura, Arte e Criatividade
  • Erasmus+

P(Art)indo o Estigma

No dia 13 de setembro, os nossos voluntários P-ARTtiram em busca de ferramentas para combater a desigualdade de género através do Intercâmbio de Jovens “Taking P-Art. Art as tool for Gender Equality” em Gijón!

© Diana Lopes

Para terminar este verão em grande, a Agora Aveiro enviou cinco jovens para Gijón, nas Astúrias, onde se realizou o Intercâmbio de Jovens “Taking P-Art” organizado pela Associação Mar Violeta.

O principal objetivo deste Intercâmbio foi a luta contra a desigualdade de género através da arte. Além dos cinco associados, o Youth Exchange também contou com a presença de três voluntárias espanholas e cinco voluntários italianos!

Durante sete dias, os participantes puderam evidenciar a representação feminina ao longo dos tempos, dar vida aos seus pensamentos transpondo-os da mente para o papel e barro, explorar Avilés e Oviedo conhecendo as suas principais atrações turísticas e até mesmo absorver um pouco da cultura de cada país dos intervenientes.

No final, todos os participantes trabalharam em conjunto para desenvolver um Lipdub que transmitisse a frieza e a crueldade deste estigma que afeta o mundo inteiro.

Seguem alguns dos testemunhos da equipa portuguesa:

Testemunho de Cátia Domingues:

“Esta experiência foi totalmente nova para mim e interessante a vários níveis. Desde o desafio que foi realizar esta viagem e todas as atividades nesta "nova normalidade" que todos vivemos devido à Covid-19; passando pela experiência de conviver durante uma semana com pessoas totalmente desconhecidas, a maioria de outros países e por isso com outra língua; e ainda trabalhando o tema da Desigualdade de Género e perceber como este ainda está tão presente e ao mesmo tempo latente em pleno 2020, mas que pode e deve ser combatido diariamente por todos nós, e que uma das melhores armas pode ser a arte e a cultura. Em suma, saio desta aventura mais rica e satisfeita por nela ter participado. Obrigada!”

Testemunho de Diana Lopes:

“É com grande orgulho que regresso a casa após participar no Taking P-art.  Todo o processo para este Youth Exchange foi algo desafiante, dado os tempos incertos que vivemos. O programa permitiu perceber o quão a desigualdade de género está presente e viva num continente dito tão avançado como a Europa. Foi com choque e emoção que ouvi alguns depoimentos de outras mulheres. Foi com o coração nas mãos que contei os meus depoimentos e de conhecidas. Senti-me compreendida. Apesar das barreiras linguísticas, todos tínhamos sentido aquela dispersão de género: homem ou mulher. Fico de coração cheio a verificar que um movimento está a ser formado, não só em Portugal, mas ao longo da Europa. Sinto que é esta a geração que trará um melhor futuro, um futuro mais humano. E assim volto... um bocado desgostosa por saber que este tópico ainda se encontra tão enraizado na sociedade, mas com esperança para um futuro melhor, com coragem e força para o concretizar.”

Testemunho de Vânia Martins:

“Posso começar por afirmar que este Youth Exchange me moldou positivamente em vários aspetos. Foi, para mim, uma nova experiência que me possibilitou aprender e conhecer outras opiniões sobre o tópico da igualdade de género. Apercebi-me também que a arte é um elemento muito importante nesse campo porque se tornou algo representativo da evolução do empoderamento feminino ao longo dos tempos e ainda, que pode, e deve, ser usada como uma arma nesta batalha pela igualdade. A par disto, esta foi uma semana em que pude conhecer novas pessoas, interagir com culturas de outros países e visitar a bonita zona das Astúrias. E retorno assim a casa: grata por ter tido esta oportunidade e feliz por sentir que a Europa move esforços para fomentar iniciativas como esta que promovem a integração da geração mais jovem de forma a que esta se torne mais ativa, preparada e informada.”


Este projeto foi financiado pelo Programa Erasmus+ e respeitou todas as medidas de segurança relativas ao novo coronavírus.

José Vidal

22-09-2020