• Inclusão e Sensibilização Social
  • Intervenção Urbana

Precisas? Então, Leva!

Como forma de assinalar o “Dia Internacional para Erradicação da Pobreza” voltámos a levar o nosso armário para a rua!

© Helder Berenguer

Sempre ouvi dizer que a vida é curta. Com o tempo aprendi que sim, mas não para todos. A vida é curta para quem chega a conseguir aproveitá-la. Há quem não consiga viver e se limite a sobreviver.

Desenganem-se os que pensam que viemos dar lições de moral; não é essa a nossa área de atuação, nem é esse o nosso objetivo. Queremos apenas dar voz aqueles que, por vezes, acabam por nem ter a oportunidade de a usar. Relembrar que mesmo que não sejamos a causa, podemos ser parte da solução e que pequenos gestos fazem mesmo a diferença.

Hoje, dia 17 de outubro, assinala-se o Dia Internacional para Erradicação da Pobreza e não, não estamos a celebrar. Erradicar a pobreza é o primeiro ODS (Objetivo de Desenvolvimento Sustentável) a cumprir até 2030. Escusado será dizer, mas di-lo-ei na mesma, que a pandemia que enfrentamos não veio brindar a esta resolução.

Com isto em mente, e um armário desejoso de mostrar os seus apanágios, voltámos a ser atacados pelas traças carpinteiras. Acordámos bem cedo, pois a pobreza não dorme, e levámos o nosso armário a passear.

Durante cerca de uma semana o nosso guardião de roupa pode ser visitado no Mercado Municipal de Santiago, em Aveiro, onde decidiu fazer o seu protesto e oferecer alguma da sua roupa, para que conte outras histórias. Aliou-se à “Rouparia Solidária”, da Paróquia da Nossa Senhora da Glória, para espalhar a palavra de que “quem precisa, pode levar”. Sem estigmas, sem vergonha.

O objetivo? Que um dia não seja preciso assinalar esta data. Que em vez de sensibilizar, possamos celebrar.

O nosso armário está feliz. Sabe que não vai mudar o mundo, mas se algumas pessoas o virem, talvez entendam a mensagem, talvez levem uma parte de si. É tudo o que o nosso armário quer, partilhar.

O “Precisas? Então leva!” faz parte do projeto “Random Acts of Kindness”. Foi feito em parceria com a Paróquia da Nossa Senhora da Glória e a Casa Martelo e contou com o apoio do Município de Aveiro, do Erasmus+ Juventude em Ação e do IPDJ - Instituto Português do Desporto e Juventude I.P..

 

Liliana Macedo

17-10-2020