PEQUENOS GUARDIÕES DA NATUREZA

Durante o mês de maio, podiam encontrar-nos, juntamente com o Núcleo de Estudantes de Biologia, a trabalhar lado-a-lado com crianças dos 7 aos 9 anos a produzir o maior número possível de bombas de sementes

Comprometemo-nos a preservar o futuro do nosso planeta. No ano passado, tornámo-nos Guardiões da Natureza e decidimos receber sob a nossa tutela alguns aprendizes. Passámos o dia a fazer bombas de sementes com os alunos da 3ª e 4ª séries do Centro Escolar de Santiago, ensinando-lhes mais sobre a natureza e o que podemos fazer para garantir a sua preservação. O sucesso foi tal, tanto com as crianças como com os nossos voluntários, que decidimos expandi-lo para outras escolas. E foi exatamente o que fizemos na Escola Básica das Barrocas, na Escola Básica da Glória e na Escola Básica da Vera-Cruz.

Durante o mês de maio, podiam encontrar-nos a trabalhar lado-a-lado com crianças dos 7 aos 9 anos a produzir o maior número possível de bombas de sementes. O Núcleo de Estudantes de Biologia foi um parceiro fantástico. Alguns de seus colaboradores tornaram-se Guardiões e ajudaram a garantir que todos aprendiam o máximo possível enquanto se divertiam. Já estamos a pensar em expandir para mais escolas na região!

Aveiro teve alguns anos difíceis quando se trata de incêndios florestais, mas agora existem centenas de bombas de sementes prontas para ser lançadas e reconquistar tantos campos abandonados e destruídos quanto possível. Passo a passo, uma escola de cada vez, vamos reconstruir parte do que foi perdido e criar um futuro melhor e mais verde. As crianças estão fazendo a sua parte. E tu estás?

Tudo isto foi possível porque nos unimos à Sementes de Portugal e à Argex que nos doaram as sementes e a argila para fazer as nossas “seed bombs”. A Sementes de Portugal dedica-se a promover e reconhecer a importância da nossa flora, bem como incentivar as pessoas a participarem nestes processos. A Argex faz parte do maior grupo de cerâmicas estruturais de Portugal, que vem expandindo o seu negócio há décadas. Entre procurar as argilas mais apropriadas e empregar a mais recente tecnologia para garantir padrões de qualidade cada vez maiores para os seus produtos, conseguiram ainda encontrar tempo para nos ajudar. Estamos muito agradecidos a ambos. E claro que não nos podíamos esquecer do IPDJ - Instituto Português do Desporto e Juventude, I.P. e da Câmara Municipal de Aveiro.

Agora Aveiro

24-05-2018