DIA DA SAÚDE MENTAL: (DES)LIGA!

O desafio era muito simples. Convidámos quem casualmente passava pelo Centro Comercial Glicínias a desligar o seu telemóvel e a juntar-se a nós à volta de uma mesa para um momento sem stress

Deixa-nos adivinhar, o jantar estava a ser aborrecido e decidiste pegar no teu smartphone e ir deslizando o polegar pelo mar virtual à espera de encontrar algo que quebrasse o silêncio. Ou será que estavas no teu momento de relaxar, após um dia de aulas ou de trabalho, e decidiste que a melhor forma de passar esse tempo era fazer scrolling pelas redes sociais. Ou talvez nem tenhas escolhido, talvez, nem te tenhas apercebido que quando a tua mente estava livre, sentiste necessidade de a preencher com a ajuda do teu smartphone.

Neste texto que parou a dança do teu polegar, podes ver como decorreu a atividade de celebração do dia da saúde mental realizada pela Agora Aveiro, no dia 15 de outubro no Centro Comercial Glicínias.

 

 

Muitos dos participantes sentiram-se bem durante o desafio e revelaram não sentir a necessidade de usar o seu telemóvel. No entanto, sempre tinham os voluntários da Agora para poderem comunicar. E se não pudessem comunicar connosco? Para onde seria que a sua mente iria procurar abrigo?

Apesar de ser um tema controverso, alguns estudos afirmam mesmo que a dependência de smartphones é um fenómeno real apontando para o seu impacto na saúde mental de um indivíduo. Com esta atividade pretendemos que os participantes tomassem consciência da sua relação com a tecnologia de que dispõem e do impacto que pode ter na sua saúde mental.

Saúde Mental não é apenas ausência de doença, engloba um estado de bem-estar físico, mental e social, de acordo com a definição da Organização Mundial de Saúde. Por vezes, pode haver tendência para menosprezar a saúde mental face à física ou a outros problemas de saúde, no entanto a saúde mental e física são inseparáveis e influenciam-se mutuamente. Para além disso, perturbações na saúde mental influenciam não só o indivíduo como quem está à sua volta.

Toda a tecnologia de que dispomos hoje para obter informação e comunicar é revolucionária, poderosa e tem um potencial enorme. Está nas nossas mãos usá-la para melhorar a nossa qualidade de vida e não o contrário.

Publicada por Agora Aveiro

18-10-2017