Mariana Vasconcelos

Se cada um de nós plantar uma árvore, um dia teremos uma floresta

5

Anos de História

3000+

Árvores Plantadas

350+

Voluntários

Faz crescer esta ideia

O “Plantar o Futuro” assenta na ideia de que pequenas ações podem ter um grande impacto e que se cada um de nós plantar uma árvore um dia conseguiremos ter uma floresta. Queremos desafiar todos os novos alunos da Universidade de Aveiro a adotar uma árvore autóctone, cuidar dela e, por fim, plantá-la e ajudar a erguer uma floresta!

Organizado pela Agora Aveiro em colaboração com a Universidade de Aveiro e o Município de Estarreja, o Plantar o Futuro representa um movimento pela defesa e promoção da floresta autóctone e do seu valor na mitigação das alterações climáticas, resiliência contra incêndios, regulação e melhoria do clima e conservação da biodiversidade.

O projeto, como um todo, está dividido em três ações, complementares, dirigidas a diferentes grupos da comunidade: o “Plantar o Futuro” destinado aos jovens universitários, o “Semear o Futuro” destinado às crianças do ensino básico e o “Green Friday” como foco na comunidade em geral e comércio local.

Como é que o projeto nasceu?

Este projeto é a expansão do “Biologia a Plantar o Futuro”, uma iniciativa que surgiu por vontade dos alunos de Biologia da Universidade de Aveiro, em 2014.

Em 2018 o projeto passa a Plantar o Futuro e chega a toda a comunidade académica da Universidade de Aveiro. Os estudantes, funcionários e docentes adotaram os carvalhos, azevinhos, amieiros e outras árvores autóctones em dezembro, cuidaram delas ao longo de dois meses e, com a chegada da primavera, entregaram-nas à terra a pensar no futuro.

Através do projeto já foram plantadas milhares de árvores na Mata Nacional do Buçaco, Município de Albergaria-a-Velha, Município de Lousada e Município de Estarreja, contribuindo, igualmente, para a sensibilização de centenas de estudantes universitários.

Plantar o Futuro

Esta é a ação central do projeto e a mais ambiciosa. Em colaboração com a Universidade de Aveiro e o Município de Estarreja, convidaremos os novos alunos a adotar uma árvore autóctone. Junto com a árvore, num saco de pano reutilizável, seguirá um folheto informativo com instruções sobre como cuidar da planta. Os alunos ficam então responsáveis por estas até à sua transplantação. Em fevereiro os alunos serão de novo chamados à ação para participar nas ações de reflorestação a ocorrer em terrenos do Município de Estarreja. A par das ações de reflorestação realizar-se-á uma ação de controlo de plantas invasoras e um fórum de partilha de boas práticas.

Green Friday

A “Green Friday” surgiu em 2018 e procura alcançar toda a comunidade Aveirense. Por altura da “Black Friday”, em novembro, em colaboração com a Associação Comercial de Aveiro e estabelecimentos de comércio local da cidade, teremos um fim de semana dedicado a ajudar o ambiente. Durante três dias, o valor das compras efetuadas nesses estabelecimentos será “convertido” em árvores autóctones - por cada 10€ gastos no comércio local, uma árvore será plantada. Estas árvores, semeadas e tratadas pelos alunos do Agrupamento de Escolas Rio Novo do Príncipe serão, em colaboração com a Câmara Municipal de Aveiro, plantadas na Reserva Natural das Dunas de São Jacinto.

Green Friday

A “Green Friday” surgiu em 2018 e procura alcançar toda a comunidade Aveirense. Por altura da “Black Friday”, em novembro, em colaboração com a Associação Comercial de Aveiro e estabelecimentos de comércio local da cidade, teremos um fim de semana dedicado a ajudar o ambiente. Durante três dias, o valor das compras efetuadas nesses estabelecimentos será “convertido” em árvores autóctones - por cada 10€ gastos no comércio local, uma árvore será plantada. Estas árvores, semeadas e tratadas pelos alunos do Agrupamento de Escolas Rio Novo do Príncipe serão, em colaboração com a Câmara Municipal de Aveiro, plantadas na Reserva Natural das Dunas de São Jacinto.

Semear o Futuro

É nos mais pequenos que está o futuro! O “Semear o Futuro” surgiu em 2017 quando as crianças do Centro Escolar de Santiago, vendo a destruição que a vaga de incêndios desse ano tinha causado, quiseram também eles fazer algo pela natureza. Assim nasceram os “Guardiões da Natureza”.

Desde então já estivemos em várias escolas e eventos da região de Aveiro a fazer “seed bombs”. Estas “bombas de sementes” são bolas de argila e substrato que contêm no seu interior sementes selecionadas de acordo com a área a intervencionar. São utilizadas como uma forma prática e divertida de educar, sensibilizar e, ao mesmo tempo, contribuir para o crescimento de cobertos vegetais que facilitam o crescimento de árvores de maior porte.